CISMAR ministra Curso Naval Cooperation and Guidance for Shipping para Marinhas Amigas

 

Oficiais das Marinhas Amigas e alunos durante apresentação inicial

do Naval Cooperation and Guidance for Shipping

 

O Centro Integrado de Segurança Marítima (CISMAR) conduziu, de 18 a 22 de outubro, o curso básico da doutrina Naval Cooperation and Guidance for Shipping (NCAGS), aplicado pelos países signatários da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). O objetivo foi mostrar a evolução da doutrina de Controle Naval do Tráfego Marítimo em virtude das novas ameaças relacionadas à Segurança Marítima.

 

Durante o curso, foram transmitidas informações necessárias para a participação dos militares em um Estado-Maior NCAGS, possibilitando aos alunos o conhecimento da evolução doutrinária e a compreensão do impacto da atividade marítima no contexto da economia mundial, sempre com foco no incremento da Consciência Situacional Marítima.

 

Ainda como parte das atividades, foram realizadas visitas ao Navio-Patrulha “Gurupi” e à Capitania dos Portos do Rio de Janeiro, organizações militares em que os Oficiais-Alunos puderam conhecer de perto o potencial sinérgico de atuação de um meio componente de uma Força Naval, atuando em Operação de Defesa do Tráfego Marítimo, no que se refere à Proteção Marítima e à Cooperação com a Comunidade Marítima, com os Navios Mercantes e seus operadores.

 

O curso teve a participação de Oficiais-Alunos das Marinhas da Guatemala, México e Nigéria, do Gerente da Inspetoria Geral, Segurança, Meio Ambiente e Saúde da Transpetro, do futuro Assessor Brasileiro do Coordenador da Área Marítima do Atlântico Sul (CAMAS), de Oficiais do Comando de Operações Navais, além de Oficiais do CISMAR.

 

 

Oficiais das Marinhas Amigas durante visita ao NPa “Gurupi”

 

Esse intercâmbio promove e dissemina a doutrina de Controle Naval do Tráfego Marítimo e a sua aplicação prática, em um ambiente que contribui para a troca de experiências, estreitando laços com as Marinhas Amigas, bem como com representantes da Comunidade Marítima.

 

Fonte: Marinha do Brasil

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário