China realiza missão tripulada com destino à sua estação espacial

Créditos: Global Times

A China lançou, nesta semana, uma segunda missão tripulada destinada até sua nova estação espacial, tornando sua presença no espaço cada vez maior. A missão, que é chamada de Shenzhou 13, possui o total de três tripulantes e foi lançado a partir do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, localizado na região do Deserto de Gobi, nesta sexta (15), durante a manhã.

A missão espacial Shenzhou 13, decolou no exato momento em que a estação espacial da China, chamada Tianhe, passou por cima do local. A espaçonave que está levando os três passageiros será capaz de percorrer a distância até a estação espacial chinesa dentro das próximas 8 horas.

Os três tripulantes da nova missão também fizeram parte da equipe de apoio para o lançamento bem-sucedido da missão espacial anterior, chamada de Shenzhou 12, que foi feito recentemente. O comandante Zhai Zhigang e os outros dois tripulantes Ye Guangfu e Wang Yaping farão parte da nova missão por cerca de seis meses, período total que a missão deverá ter, conforme seu cronograma.

Zhai foi o primeiro cidadão chinesa a caminhar pelo espaço sideral, fato que ocorreu durante a missão Shenzhou 7, realizada em 2008. Já o tripulante Ye está partindo em uma viagem para o espaço pela primeira vez, enquanto Wang acaba de se tornar a primeira tripulante mulher a visitar a estação chinesa de Tianhe. Ela também fez parte da missão Shenzhou 10, realizada no ano de 2013.

Durante a missão, a tripulação terá como objetivo realizar testes de tecnologias bastante importantes programadas para desenvolver a estação espacial chinesa, que deverá receber dois novos módulos em 2022.

Os três tripulantes também moverão um módulo de uma porta de encaixe para outra, utilizando para isto um braço robótico. Três caminhadas espaciais também estão programadas para esta missão, com o objetivo de instalar um adaptador no “braço” da estação, para que possa ser construído um segundo “braço”, um pouco menor que o primeiro.

Sobre a missão, o comandante Zhai, em uma conferência de imprensa realizada na última quinta-feira, disse: “Falando em nome de nossa tripulação e de mim, estou confiante e capaz de completar a missão Shenzhou 13. A confiança vem dos preparativos físicos e tecnológicos, assim como do domínio do sistema de equipamentos da espaçonave. Com confiança, o voo espacial não será tão difícil”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário