Carros de corrida movidos a hidrogênio, fabricados pela Toyota, chegam às pistas

Créditos: Olhar Digital

Os novos veículos movidos a hidrogênio da Toyota recentemente chegaram às pistas de corrida, o que indica que a companhia de fato está investindo e levando a sério seu compromisso com os novos tipos de motor movidos a hidrogênio.

A fabricante de carros japonesa Toyota equipou carros de corrida com motores de combustão a hidrogênio e agora passou a usá-los para testes relacionados à possibilidade de disponibilização de veículos com estes motores no mercado.

A Toyota instalou um motor de combustão a hidrogênio em um carro de corrida da linha Toyota Yaris, assim como dois tanques de hidrogênio na parte do banco traseiro do veículo.

Estes motores queimam hidrogênio como combustível, atuando como um substituto para a gasolina. A Toyota está desenvolvendo esta nova tecnologia como parte de uma estratégia que envolve a tentativa de criação de inúmeras opções viáveis para um transporte mais sustentável, causando menos danos ao meio ambiente.

A companhia Toyota não deu nenhuma informação sobre a possibilidade de tais motores de hidrogênio serem instalados em veículos comerciais, no entanto, tudo indica que o uso dos novos motores em carros de corrida será avaliado e analisado para possíveis testes futuros em carros comerciais.

 A empresa também admitiu que atualmente esta tecnologia, embora inovadora, apresenta limitações e que é preciso muito trabalho para melhorar as chances de disponibilizá-la a veículos comuns. Ainda assim, o uso de motores a hidrogênio apenas exigiria alguns pequenos ajustes, o que significa que há um grande potencial para eles no futuro do setor de automóveis.

No ano passado, inúmeros nomes da indústria automotiva, como o famoso bilionário Elon Musk, discutiram sobre a viabilidade de carros movidos a hidrogênio no futuro. Já em maio, o CEO Volkswagen, Herbert Diess, criticou todos que defendiam o uso desta nova forma de motor, através de um tweet, e ressaltou seu apoio às tecnologias que envolvem veículos elétricos. O CEO da Tesla, Elon Musk, concordou com o posicionamento de Herbert e disse: “O hidrogênio é uma forma incrivelmente burra de armazenamento de combustível para carros”.

No entanto, isso não impediu o governo do Japão de apoiar de forma bastante expressiva o uso de hidrogênio como combustível, como uma parte do seu plano chamado Estratégia de Crescimento Verde, anunciada em 2020, em busca de um futuro mais sustentável.

Por essa razão, outras montadoras, como a BMW, também estão apoiando o uso do hidrogênio como combustível para veículos. Além disso, a própria Toyota anunciou que bateu um novo recorde mundial ao tornar possível que o veículo Toyota Mirai, movido a hidrogênio, alcançasse a marca de 1.003 quilômetros percorridos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário