Capelão da EPCAR participa de conferência internacional

 

Pastor capelão foi o único participante da América Latina na conferência, que contou ainda com representantes de mais três países

Entre os dias 7 e 9 de julho de 2021, o Centro de Capelania das Forças Armadas (AFCC – Armed Forces Chaplaincy Center) patrocinou e sediou a conferência inaugural da Beckett House Religião e Defesa, refletindo sobre o papel da religião no fim do conflito armado e na cura de suas cicatrizes. Os participantes da conferência, entre delegados e representações internacionais, são oriundos de quatro países: Alemanha, Estados Unidos, Reino Unido e Brasil. O único participante brasileiro foi o capelão evangélico da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), Major Claunei Crístian Delgado Dutra. O tema do artigo apresentado pelo militar, virtualmente, foi “Capelania militar brasileira e sua contribuição para os esforços de paz”.

Com trabalhos acadêmicos enviados de todas as tradições religiosas e seculares, a conferência considerou como o fim do conflito foi imaginado e interpretado e como as pessoas e grupos religiosos promoveram ou frustraram a construção da paz e a reconciliação. Os artigos submetidos à conferência incluíram O Papel da Paz Justa em uma Guerra Justa, Respostas Judaicas às Armas Nucleares e Perder e Encontrar a Fé: Estruturas de Justiça após a Guerra e Lesão Moral. Os delegados analisaram como a religião ajudou a alcançar a cura pós-conflito, em nível pessoal, nacional e internacional, e discutiram o papel da religião na memorização e na memória. Para o diretor da AFCC, Geoff Withers, a crise mundial vivida atualmente apresenta novas dificuldades e novas realidades para os conflitos, afirmando que a conferência foi um importante momento para interação entre participantes de diferentes culturas. “Tem sido um ano muito desafiador e exigente, em escala global, e estamos imensamente privilegiados e honrados por ter recebido permissão para sediar a conferência na Academia de Defesa. Foi uma conferência fantástica e temos a sorte de poder fazer uma gama tão diversa de apresentações e poder interagir uns com os outros em um ambiente tão fabuloso”, afirmou.

Aluno do Programa de Pós-Graduação em Ciências Aeroespaciais (PPGCA) da Universidade da Força Aérea (UNIFA), o Major Crístian elaborou seu artigo tendo como coautores o Tenente-Coronel Aviador André Cardoso Moura, que é Subcomandante do Corpo de Alunos (CA) da EPCAR e também instrutor no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), com sede no Rio de Janeiro (RJ) e o Capitão Especialista Doutor Henrique de Souza Rocha, que é professor titular no PPGCA da UNIFA. Segundo o capelão, o artigo foi desenvolvido com base em experiências vividas por capelães brasileiros em diversas missões de paz, em conflitos externos e internos, como nas operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). “Nosso trabalho foi um breve apanhado histórico de participações e experiências de capelães militares brasileiros do Exército e da Marinha em algumas importantes operações de paz em que as Forças Armadas do Brasil atuaram. Apresentamos também como essas participações contribuíram para o sucesso das operações e vem contribuindo para o desenvolvimento de doutrina de emprego operacional do capelão brasileiro em atividades CIMIC (Civic-Military Cooperation)”, disse, afirmando que a participação na conferência foi um grande desafio, pelos delegados que receberam a apresentação e, também, por vencer a fluência em uma língua estrangeira. “Foi uma experiência inédita, desafiadora e gratificante falar em inglês para um grupo tão seleto de pesquisadores europeus e norte-americanos da área de defesa e religião. Agradeço a Deus, ao meu comandante Brigadeiro Silva Mendes, que me noticiou sobre a conferência e aos meus colegas, Tenente-Coronel Moura e Capitão Rocha, que aceitaram o desafio”, concluiu.

O evento fez parte da Rede Internacional para o Estudo da Guerra e da Religião no Mundo Moderno, que foi criada em 2009, quando o AFCC tinha sede na Amport House, para promover uma maior comunicação e colaboração entre os estudiosos que trabalham na área da guerra e religião do século 18 até os anos atuais.

 

Fonte: Seção de Comunicação Social, por Sargento Júlio Fonseca

Colaboração: Tenente-Coronel Moura

Fotos: AFCC / internet

Fonte: EPCAR