Blumenauenses conquistam dez medalhas nas Paralimpíadas Universitárias em São Paulo Além das medalhas, mais dois troféus e recorde nacional no lançamento de club vieram para Blumenau Compartilhar no WhatsApp

De quinta-feira, dia 16, até o último domingo, dia 19, cinco paratletas do Programa Paradesporto da Secretaria Municipal de Educação (Semed) e da Associação do Paradesporto de Blumenau (Apesblu) disputaram em São Paulo as Paralimpíadas Universitárias, no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro. Os blumenauenses conquistaram dez medalhas no total, sendo sete de ouro, duas de prata e uma de bronze, além de dois troféus.
  
O paradesporto de Blumenau foi representado em três modalidades; Paratletismo, Bocha e Tênis de Mesa Paralímpico. As Paralimpíadas têm por finalidade estimular a participação dos estudantes universitários com deficiência física, visual e intelectual em atividades esportivas de todas as Instituições de Ensino Superior (IES) do território nacional.
  
A diretora de Desenvolvimento do Paradesporto de Blumenau, Beatriz Zipf, destaca que as Paralimpíadas Universitárias marcaram a retomada de todas as competições nacionais de forma presencial. “Este excelente desempenho dos nossos paratletas demonstra toda a dedicação deles e dos respectivos técnicos nos treinamentos. Passamos um período difícil, em que nem sempre foi possível treinar presencialmente e tivemos que fazer on-line. O resultado acaba ratificando todo o trabalho desenvolvido pela equipe do Programa do Paradesporto de Blumenau”, completa.

“O Programa é vencedor por natureza, reconhecido nacionalmente e isso é motivo de muito orgulho para nossa Cidade. Além da qualidade de vida, no caso do Paradesporto há um conceito ainda maior de inclusão e transformação de vida, que vai muito além da conquista de medalhas. O esporte inclui e no caso do Paradesporto, pode transformar ainda mais a realidade de uma Cidade e a vida desses atletas”, aponta o prefeito Mário Hildebrandt.
 
A secretária de Educação, Patrícia Lueders destaca a participação dos paratletas de Blumenau na competição. “Mais do que as conquistas obtidas, nós comemoramos as vidas que são diariamente mudadas por meio do Programa Paradesporto. Estes paratletas são exemplos disso” completa.

Resultados  
Na modalidade de Bocha Paralímpica, Alexsandro Nicolletti, na Classe BC4, levou o ouro e o troféu de segundo lugar no geral. Alexsandro foi o primeiro representante nesta modalidade a nível universitário por Blumenau.

Alex Sandro Pereira, do Tênis de Mesa Paralímpico, classe 9, disputou em quatro categorias e levou premiação em todas. Ele ficou com o Ouro no individual e dupla mista, prata na equipe mista e levou o troféu de terceiro lugar geral na modalidade.

No atletismo, Dayane Paes Muniz, da classe F57 (para amputados de membros inferiores), conquistou a medalha de ouro no lançamento de dardo, disco e arremesso de peso. Marques Bruno C. da Silva da classe T13 (para atletas com baixa visão), ficou com a prata no salto em distância e bronze nos100 metros rasos. Já Wesley Ouriques da classe F51 (para quadros de tetraplegia), no lançamento de club, além de medalha de ouro também conquistou recorde nacional, com o tempo de 19,15 m, o antigo recordista estava invicto há sete anos.

Wesley diz que ficou feliz ao voltar a competir após um longo período apenas de treinamentos devido à Pandemia. “Quero voltar a me preparar e bater o meu recorde, mas sei que tenho muito a evoluir para chegar entre os melhores do mundo. Quero conquistar o índice para ir ao Parapan no Chile e se Deus quiser na Paralimpíada em Paris 2024”, destaca o paratleta que faz questão de lembrar o apoio da mãe, técnica e preparador físico e todos que ajudam na preparação.

Todos os paratletas foram inscritos pelas respectivas instituições de ensino, mas representaram a Prefeitura Municipal de Blumenau, Programa de Paradesporto da Secretaria de Educação (Semed), Secretaria do Esporte (SME), APESBLU e Centro de Referência do Comitê Paralímpico Brasileiro com sede em Blumenau.

Fonte: Prefeitura Municipal de Blumenau.

Leia mais notícias em Defesa – Agência de Notícias.