Artilheiro como meia e atacante, Servílio estreou pelo Corinthians há 83 anos


Foto: Acervo Corinthians


Foi em uma excursão à Bahia, no começo de 1938, que o Corinthians descobriu Servílio de Jesus, jogando no Galícia, de Salvador. No dia 03 de maio daquele mesmo ano, ele estreou com o manto alvinegro. Pelo Torneio Extra/Taça Artur Tarantino, o Timão recebeu o Lusitano na Fazendinha e empatou em 1 a 1, com gol de Teleco. A partir daquele 3 de maio, Servílio escreveu uma linda história com o manto alvinegro.  

O jogador começou a sua trajetória no Corinthians como meio-campista e, após aposentadoria de Teleco, passou a atuar de centroavante.  

Ao todo, entre 1938 e 1949, foram 364 jogos, 200 gols e três títulos do Campeonato Paulista (1938/39 e 1941). Pela beleza de seu jogo, Servílio ainda recebeu o apelido de Bailarino. Com os seus 200 gols, é o sexto maior artilheiro da história do Timão.     

Ainda como jogador, Servílio acumulou a função de técnico formando um triunvirato ao lado de Hélio Ferreira Leite, volante, e Cláudio Christóvam Pinho, ponta direita. Os três dirigiram a equipe por três jogos, desde a saída de Gentil Cardoso e a chegada de Jorge de Lima, o Joreca.




Tags: Especiais, Futebol, Notícias

Categoria(s): Especiais, Futebol

Fonte: Corinthians