Apple registra patente para um celular 100% de vidro

Créditos: T2iD

Ao longo da última semana, a Apple patenteou uma de suas novas ideias para futuros dispositivos da companhia. Esta nova patente indica um dos conceitos mais originais da marca até agora: um iPhone feito totalmente de vidro.

O conceito, que foi detalhado na patente, apresenta seis áreas diferentes do dispositivo, todas as quais são feitas de vidro e, por essa razão, cada uma de suas seis superfícies pode servir como uma tela para o usuário.

A patente já foi aprovada pelo governo americano e ganhou o nome de Dispositivo Eletrônico com Caixa de Vidro.

Os desenhos feitos pela Apple mostram o dispositivo como uma nova versão do iPhone, exibindo diversos aplicativos junto com as demais configurações no smartphone na parte de cima da tela.

A patente também mostra algumas situações em que a tela de vidro é capaz de envolver completamente o iPhone, dando a ilusão de uma tela infinita presente em todo o dispositivo, ao invés de superfícies divididas, como é o caso dos celulares hoje em dia.

Na nova patente, a Apple até mesmo apresentou algumas ideias de como o iPhone de vidro pode ser montado e desmontado caso seja necessário realizar reparos no dispositivo. O aparelho poderia ser desmontado ao remover a tampa da parte superior ou inferior do aparelho, permitindo que todas as peças que fazem parte do dispositivo deslizassem para fora de sua estrutura.

No entanto, embora as patentes apresentem uma ideia impressionante, imaginar um iPhone completamente de vidro é algo difícil atualmente. Ainda que o novo iPhone pudesse ser desmontado para reparos, há muitos outros motivos que tornam esse aparelho difícil de ser fabricado, mesmo com tecnologias mais avançadas.

Por exemplo, é um tanto quanto inviável ter em mãos um celular feito de vidro, tendo em vista que deslizaria nas mãos do usuário e sofreria muitas quedas. Partindo desta ideia, ainda é possível chegar a outro problema: uma vez que o celular sofresse uma queda e uma de suas superfícies de vidro tivesse uma rachadura, seria provável que esta rachadura se espalhasse para todas as outras cinco superfícies do aparelho, o que danificaria por completo o dispositivo ou, no mínimo, exigiria um reparo de alto valor.

Entretanto, esta nova patente para um de telefone de vidro não é a primeira criada pela Apple, tendo em vista que a empresa já vem registrando patentes de celulares feitos de vidro há pouco mais de oito anos e provavelmente pretende continuar elaborando novos conceitos deste tipo durante o futuro.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário