Apae Casimiro disponibiliza Equoterapia para portadores de necessidades especiais – Casimiro de Abreu

Uma atividade de relevante importância está de volta a Casimiro de Abreu. Desde maio, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) reativou os serviços de Equoterapia – método que utiliza o cavalo como forma de auxiliar no desenvolvimento das pessoas com necessidades especiais.
Essa atividade, promovida pela APAE/Casimiro há décadas, foi suspensa no ano passado por causa da pandemia de Covid-19, mas tornou-se viável graças a uma parceria entre a Coordenação Municipal de Fisioterapia da Secretaria Municipal de Saúde com a entidade.
“Temos uma parceria com a APAE em que cedemos um fisioterapeuta especialista e a APAE outros profissionais e toda a estrutura necessária para a realização da equoterapia. Essa iniciativa se deu, pelo fato de sabermos das inúmeras contribuições desta terapia para o desenvolvimento biopsicomotor”, informa Giseli Castro, coordenadora municipal de Fisioterapia.
O tratamento consiste no acompanhamento de um equitador (condutor), uma educadora física e um fisioterapeuta à pessoa assistida. A marcha ou trote do cavalo permite o desenvolvimento de mecanismos perceptivos e cognitivos como a melhora da memória e concentração, estimulando também a sensibilidade tátil. Os maiores beneficiados pela Equoterapia são portadores de Síndrome de Down, Autismo, Microcefalia, Paralisia Cerebral, entre outros.
Em Casimiro, os serviços funcionam em um haras na Sede do Município, uma vez por semana. Segundo Giseli, a intenção da Secretaria de Saúde é expandi-lo para outras localidades como Palmital e Barra de São João, assim como disponibilizar outros dias desse serviço.
A APAE é uma Organização social, cujo objetivo principal é promover a atenção integral à pessoa com deficiência intelectual e múltipla.

Fonte: Prefeitura Municipal de Casimiro de Abreu.

Leia mais notícias no Portal Defesa – Agência de Notícias.