Agricultores de Iramaia recebem equipamentos e insumos para garantir segurança alimentar e nutricional

Agricultores - Iramaia
Foto: Divulgação

Os agricultores e agricultoras familiares da Comunidade Novo Acre, no município de Iramaia, na Chapa da Diamantina, receberam do Governo do Estado, nesta terça-feira (26), equipamentos e insumos, que irão contribuir para assegurar a segurança alimentar e nutricional. Na ação, foram investidos R$ 55 mil, por meio do projeto Bahia Produtiva.

As entregas foram feitas à Associação dos Pequenos Produtores Rurais de Novo Acre e incluem caixas d´água, telas sombrite, esterco, pulverizador, regadores manuais e sementes para produção de hortaliças e outros alimentos como milho e feijão.

A associação foi selecionada no edital Emergencial de Segurança Alimentar e Nutricional, que vem investindo mais de R$ 15 milhões em ações direcionadas para a produção de hortaliças, frutas, raízes e plantas alimentícias não convencionais (PANC). Além dos recursos, os agricultores e agricultoras familiares têm o apoio fundamental das instituições prestadoras de assistência técnica e extensão rural (Ater).

O secretário da associação, Perivaldo dos Santos, destacou o entusiasmo dos agricultores na hora da entrega. “Foi extraordinário porque é uma comunidade carente. Todos ficaram felizes com os novos equipamentos, pois vão alavancar a produção aqui na comunidade e garantir a alimentação das pessoas”. De acordo com Perivaldo, a expectativa é que, além do consumo, seja possível comercializar no futuro os excedentes para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

Para o agricultor Jailton Santos, que produz abóbora, feijão, quiabo, aipim e algumas hortaliças, os investimentos trazem a certeza de produzir com qualidade. “Vai mudar muita coisa, pois vou ter assistência técnica para lidar com os plantios, além de servir como uma renda extra dentro de casa. Me sinto muito satisfeito, alegre e cheio de confiança. Agradeço muito esse apoio do Bahia Produtiva porque representa a alegria de dias melhores”.

A chegada dos investimentos vai diversificar a produção, segundo o assistente territorial da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Pablo Rocha. “É o início de um sonho sendo materializado na comunidade. Ampliando seus quintais, os agricultores poderão ter a soberania alimentar e comercializar o excedente”.

Os contratos de assistência técnica nesse edital foram estabelecidos entre entidade privadas e consórcios públicos com a Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater). Nesse caso, a prestadora da assistência técnica será o Centro de Formação e Organização Comunitária (Ceforc).

O Bahia Produtiva é um projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), cofinanciado pelo Banco Mundial.

Fonte: Ascom/SDR/CAR

Fonte: Governo da Bahia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário