Administração Biden está preparada para considerar ‘alguma forma de diplomacia’ com Coreia do Norte

Na quarta-feira (7), durante briefing regular, a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, se recusou a comentar os relatórios de pesquisadores norte-americanos desta semana sobre a atividade no estaleiro norte-coreano de Sinpo, que poderia ser parte de preparativos para um teste de míssil balístico lançado por submarino, segundo os analistas.

Psaki encaminhou perguntas sobre o assunto ao Pentágono. A porta-voz afirmou que Washington está preparado para falar com a Coreia do Norte se os caminhos para a desnuclearização forem abertos, mas isso não significa que as sanções dos EUA desparecerão, conforme relatou a agência Reuters.

“Eu diria, em termos gerias, que temos um objetivo claro no que se refere à Coreia do Norte, que é a desnuclearização […] da península coreana”, declarou a porta-voz da Casa Branca.

“Claro que continuamos a impor sanções, seguimos consultando aliados e parceiros, e estamos preparados para considerar alguma forma de diplomacia se isso levar para o caminho da desnuclearização”, disse Psaki.

Na terça-feira (6), especialistas do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS, na sigla em inglês) informaram que as fotos de satélite do estaleiro da cidade de Sinpo, na costa leste da Coreia do Norte, mostram o movimento de uma barcaça com uma bancada para teste de mísseis submersíveis.

A administração do presidente Joe Biden afirma estar na fase final de uma revisão política em relação à Coreia do Norte. As tensões entre os países aumentaram depois que Pyongyang realizou testes de mísseis balísticos neste mês. Biden disse que Washington continua preparado para a diplomacia com o país norte-coreano, apesar dos testes recentes, mas advertiu que haveria respostas se o país agravasse a situação.

Fonte: Sputnik News