Submarino ARA San Juan desaparecido espionava navios britânicos, informa agência de notícias

De acordo com a ‘Ansa’, submarino argentino monitorava a atividade de embarcações e aeronaves do Reino Unido

BUENOS AIRES – Além de manobras de treinamento, o submarino argentino ARA San Juan – que desapareceu em 15 de novembro, quando navegava entre Ushuaia e Mar del Plata, com 44 tripulantes a bordo – realizava espionagem de navios britânicos, de acordo com informações da agência de notícias Ansa.

Segundo reportagem publicada na noite desta sexta-feira, 16, pelo veículo de comunicação, o chefe de gabinete do governo da Argentina, Marcos Peña, afirmou que o principal objetivo da embarcação era “localização, identificação, registro fotográfico de navios frigoríficos, logísticos, petrolíferos que realizavam contrabando com um navio pesqueiro”.

Peña afirmou ainda, segundo a Ansa, que “a atividade de navios e aeronaves britânicas era monitorada”.

Parentes da tripulação do submarino realizaram uma manifestação nesta sexta diante da Casa Rosada, sede do governo argentino, marcando os quatro meses do desaparecimento da embarcação e pedindo ao presidente Mauricio Macri que não cesse as buscas. / AFP

FONTE: Estadão