EUA colocam condição para abdicarem de mísseis de cruzeiro com ogivas nucleares

Os EUA vão abandonar os planos de instalação de mísseis de cruzeiro com ogivas nucleares de posicionamento marítimo, segundo estipula a nova doutrina nuclear, se a Rússia respeitar o Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (Tratado INF).

Eis o que declarou o vice-assistente do secretário da Defesa para assuntos relacionados à defesa nuclear e de mísseis, Robert Soofer.

“Falamos na doutrina que, se a Rússia voltar a respeitar o Tratado INF, começar as negociações sobre a redução das armas nucleares táticas, se eles mudarem a sua conduta geopolítica agressiva na arena internacional, então podemos falar sobre o míssil de cruzeiro de posicionamento marítimo, não teremos que o deslocar”, disse ele durante o seu discurso na cimeira sobre contenção nuclear em Washington.

Soofer também expressou a preocupação com o fato de a Rússia, segundo ele, aumentar as reservas de armas nucleares não estratégicas. “Estudamos a estratégia russa, doutrina russa, manobras…e temos que fazer algo para dar resposta a isso, não tínhamos outra opção”, comentou falando sobre a nova doutrina nuclear.

No início de fevereiro, o Pentágono publicou a nova doutrina nuclear dos EUA em que classifica como ameaças potenciais a Rússia, China, Irã e Coreia do Norte. Washington aposta na modernização do seu arsenal nuclear e melhoramento dos seus mísseis intercontinentais, submarinos e bombardeiros.

FONTE: Sputnik