CREDN promoverá seminário para discutir Política Externa, Defesa e Inteligência na Projeção Internacional do Brasil

No dia 21 de novembro, das 9h às 18h, a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados realizará o Seminário Política Externa, Defesa e Inteligência na Projeção Internacional do Brasil, proposto pelo presidente do Colegiado, deputado Nilson Pinto (PSDB-PA).

De acordo com os organizadores, as políticas Externa, de Defesa e de Inteligência são, historicamente, marcadas por posições equilibradas e, ao mesmo tempo, contundentes em relação à agenda internacional. É fato que se está diante de um mundo cada vez mais conturbado e conflituoso, razão pela qual discutir o presente e o futuro desse tripé é oportuno, de modo que se tenha a noção de como se reposicionar diante de um mundo em constante mudança.

Nilson Pinto afirma que é necessário, por exemplo, avaliar o papel do Brasil nos principais mecanismos de concertação política como as Nações Unidas (ONU), e, no plano regional, na OEA, na CELAC, na UNASUL e no MERCOSUL. Tem-se questões como o livre comércio, a cooperação, a migração, os direitos humanos, o combate ao terrorismo, a luta contra o narcotráfico, o tráfico de armas e pessoas, entre outros, sempre caros às políticas Externa, de Defesa e de Inteligência.

O deputado lembra que há muito se discute como interligar três políticas de Estado em uma única direção, tornando cada uma delas mais forte e vigorosa. “A proposta deste seminário é justamente discutir os desafios com os quais o Brasil terá de lidar a partir de 1º de janeiro, com a inauguração de uma nova Administração e de um novo Congresso”, destacou.

No campo econômico é importante lembrar que o país é responsável por mais de 40% da economia latino-americana e todas as suas políticas impactam a região. Tem-se ainda cerca de 17 mil km de fronteiras com dez países, o que obriga o Brasil a pôr em prática uma diplomacia focada na cooperação e que implica, ainda, esforços em relação aos temas de Defesa e de Inteligência.

“Vale destacar, também, que em 2019 a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) da Câmara dos Deputados receberá a presidência da Comissão Mista de Controle das Atividades de Inteligência (CCAI) do Congresso Nacional. Dessa forma, a discussão, neste evento, do tripé Política Externa, Inteligência e Defesa Nacional, não como temas separados, mas convergentes em benefício do país e de suas relações políticas, econômico-comerciais e de segurança, é de singular importância”, explicou Nilson Pinto.

Segundo ele, “a CREDN espera, com a realização do Seminário Política Externa, Defesa e Inteligência na Projeção Internacional do Brasil, encerrar esta legislatura com um debate de alto nível em torno dessas temáticas e prestar sua contribuição para o constante aprimoramento da doutrina, dos marcos regulatórios e das ações nessas áreas”, concluiu.

As inscrições para participar do seminário podem ser feitas clicando neste link.

FONTE: Inforel