Serviço Federal de Segurança russo detém chefes de células terroristas

Na república russa de Tatarstão foram detidos supostos chefes de células locais da organização terrorista internacional Hizb ut-Tahrir (proibida na Rússia e em vários outros países), comunicou nesta terça-feira (6) a assessoria do Serviço Federal de Segurança (FSB) da região.

De acordo com o FSB, os indivíduos detidos organizavam atividades anticonstitucionais no território russo, recebendo instruções de seus patrões do exterior. Eles seguiam a doutrina de criação de um Estado teocrático unitário, o assim chamado Grande Califado, que prevê, entre outros, a derrubada das autoridades legítimas, inclusive através de métodos terroristas.

Além disso, os integrantes da organização recrutavam outros muçulmanos para integrar as unidades de combate da Hizb ut-Tahrir no Oriente Médio.

Durante as inspeções, os agentes do serviço encontraram literatura extremista de propaganda, bem como documentos com instruções de emissários e relatórios sobre os resultados da atividade. Além disso, foram apreendidos meios de comunicação e portadores de informação digitais.

Vale destacar que, há uma semana, o FSB no Tatarstão desativou uma célula terrorista conectada ao Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países). Os integrantes do grupo planejavam levar a cabo várias “provocações de grande escala” na Rússia e, em seguida, se juntar às forças do Daesh na Síria.

FONTE: Sputnik