Royal Air Force: melhorias no Eurofighter o tornarão o ‘caça mais capaz do mundo’

A Royal Air Force do Reino Unido previu que 2018 será o “Ano do Typhoon”, com upgrades de armas transformando a aeronave no caça mais capaz do mundo.

A reivindicação vem depois que uma aeronave do Esquadrão 41 (R) da RAF – o Esquadrão de Teste e Avaliação baseado na RAF Coningsby, Lincolnshire – recentemente se tornou o primeiro de seu tipo a disparar com sucesso um míssil ar-superfície Storm Shadow e um míssil ar-ar BVR Meteor de próxima geração em ensaios.

O Group captain John Cunningham, que lidera o Project Centurion – o programa para melhorar as capacidades do jato para a frota do Reino Unido – disse: “até o final de 2018, nenhuma outra aeronave no mundo terá todas as capacidades do Typhoon.

“Terá o míssil Meteor de longo alcance, os mísseis Brimstone e Storm Shadow, que pode atingir alvos móveis e estruturas subterrâneas, bombas guiadas a laser Paveway IV, o pod de designação Litening III e os mísseis ar-ar de curto alcance ASRAAM. Tudo isso se reunirá em dezembro de 2018, tornando este ano o maior “game changer” no desenvolvimento desta aeronave “.

O Project Centurion assegurará uma transição perfeita da capacidade do Tornado para o Typhoon no momento em que Tornado sai de serviço em 2019. Atualmente, apenas os três esquadrões do Tornado da RAF podem empregar mísseis ar-superfície Storm Shadow e Brimstone.

As melhorias do ano farão do Typhoon a espinha dorsal da capacidade de combate aéreo da RAF.

Andy Flynn, diretor de entrega do Centurion e Eurofighter da BAE Systems, disse: “Tivemos alguns dias excelentes no escritório este ano com o início da avaliação operacional das capacidades Meteor e Storm Shadow e completando as campanhas de disparo do Brimstone. Temos um grande ano à nossa frente que exigirá que asseguremos que todos todos os dias façam diferença”.

Eurofighter Typhoon com dois mísseis Storm Shadow sob as asas

Eurofighters de cada um dos atuais operadores em voo conjunto

FONTE: BAE Systems