Boeing C-17 da RAF realiza primeira missão de suprimentos para o Mali

Uma aeronave de transporte C-17 Globemaster III da Real Força Aérea Britânica (RAF) pousou pela primeira vez no Mali. O voo do C-17 serviu para entregar suprimentos para o Destacamento Chinook da RAF atualmente implantado no apoio as operações francesas na região, disse um comunicado do Ministério de Defesa do Reino Unido.

De acordo com um comunicado, a chegada do C-17 marca a primeira vez que a RAF foi capaz de apoiar diretamente os Chinooks baseados em Gao desde que eles se mobilizaram para região em junho deste ano.

Anteriormente, os suprimentos eram transportados para o país vizinho, o Níger, e depois enviados ao Mali. O voo de C-17 sinaliza a intenção de fornecer agora o destacamento com voos diretos mensais.

O Oficial de Voo Matt Nowicki, Oficial de Logística e Destacamentos, disse: “Voar diretamente para Gao encurta significativamente a cadeia logística, que até agora dependia dos movimentos de frete da base aérea de Niamey, no Níger. Ser capaz de voar para Gao fez uma imensa diferença no apoio as operações.”

Em um comunicado, a RAF afirma que, além de transportar equipamento essenciais de missão e peças de reposição urgentes, o C-17 da RAF também transportou o primeiro pessoal de e para o Mali, pondo fim à primeira rotação de aviadores na operação francesa Barkhane.

“O destacamento da RAF Chinook está implantado a mais de 3.000 quilômetros de distância, no Mali, e conta com o apoio de transporte da RAF e da França para levar suprimentos da base de Chinook da Base da RAF de Odiham para a África subsaariana.”

FONTE: Cavok