falha, suspensão, voos, caça, F-35B, F-35, Força Aérea Real, Israel, Reino Unido, EUA

O Irã prometeu resposta esmagadora às ameaças mesmo "fora de suas fronteiras", precisando de "menos de 12 minutos" para assumir o controle do Oriente Médio, segundo um comandante militar do Irã.

O Irã daria resposta esmagadora a qualquer ameaça à sua segurança, mesmo que seus inimigos estejam “fora de suas fronteiras”, declarou o comandante-chefe do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica do Irã (IRGC em sigla inglesa), major-general Mohammad Ali Jafari, ao canal Almasirah na sexta-feira (12).

O militar iraniano comentou as declarações de Trump de terça-feira sobre que Teerã planejava assumir o controle do Oriente Médio em apenas “12 minutos”.”Olhem para o Irã, antes de eu chegar [à Casa Branca] o Irã planejava tomar [o controle do] Oriente Médio apenas em uns 12 minutos, certo?”, disse Trump aos seus adeptos na cidade de Council Bluffs, Iowa.

“Enquanto no passado nós poderíamos defender o Oriente Médio, e não impor nossa hegemonia em toda a região, em 12 minutos [como mencionou Trump], hoje podemos fazê-lo mais rapidamente”, disse o general iraniano.

Comentando as sanções dos EUA contra o Irã, ele disse que os iranianos já se acostumaram às sanções unilaterais.

“Apesar das sanções, nós conseguimos atingir autossuficiência e reforçar nossa solidariedade nacional”, sublinhou Mohammad Ali Jafari.

Ele discursava umas semanas depois de o IRGC disparar vários mísseis terra-terra como resposta ao ataque recente em Ahvaz, que provocou 25 mortos e 69 feridos.

O comandante iraniano disse que o ataque de retaliação foi apenas a primeira desforra de Teerã contra os que orquestraram o ataque em Ahvaz, de que Teerã responsabiliza os “patrocinadores regionais do terrorismo” e seus “patrões norte-americanos”.

FONTE: Sputnik