Cooperação entre Coreias melhora relação com Rússia e Europa, diz Moon Jae-in

O desenvolvimento da cooperação entre Seul e Pyongyang pode reforçar os laços entre a Coreia do Sul e do Norte com a Rússia e a Europa. É o que afirmou o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, nesta terça-feira (18). Mais cedo, uma delegação de 150 pessoas do governo sul-coreano, liderada por Moon, chegou a Pyongyang.

“Nós podemos criar o futuro, um ainda não visto. Nossa cooperação pode cruzar o continente e chegar à Rússia e Europa, assim como cruzar o mar e chegar ao ASEAN e à Índia”, disse Moon em referência ao projeto que pretende ligar as linhas férreas das duas Coreias à Trans-Siberiana, que é necessário para enviar carregamentos à Europa.

Moon também anunciou a continuação das conversas com Kim Jong-un na quarta-feira (19).”Eu quero discutir com Kim o desenvolvimento das relações com o campo militar, na economia, na cultura, assim como as vias para eliminar a ameaça de guerra e aliviar as tensões entre os dois Estados coreanos”, afirmou Moon.

Kim, em troca, ressaltou que pretende fazer todo o esforço possível para atingir a reconciliação e a solidariedade entre Pyongyang e Seul.

“E estou certo de que o atual encontro com o presidente Moon acelerará o desenvolvimento do Norte e do Sul e nosso progresso se tornará um marco, gerando prazer e fé aos nossos compatriotas”, acrescentou o líder norte-coreano.

A situação na península coreana melhorou significativamente nos últimos meses, sendo que Kim e Moon realizaram duas reuniões bilaterais nesse meio tempo, em abril e maio.

Em junho, Kim também chegou a um acordo com o presidente dos EUA, Donald Trump, estipulando que a Coreia do Norte faria esforços para promover a completa desnuclearização da península em troca de os EUA e a Coreia do Sul congelarem exercícios militares conjuntos e potencialmente que os norte-americanos retirassem suas sanções sobre a Coreia do Norte.

FONTE: Sputnik