Reino Unido pode expandir sanções contra Rússia pelo caso Skripal

A representante permanente do Reino Unido na ONU, Karen Pierce, informou nesta quinta-feira (6) que o Reino Unido está considerando expandir as sanções contra a Rússia após novas descobertas no caso Skripal.

“Vamos discutir com nossos aliados os melhores passos a tomar, como sabem, 28 países e a OTAN se juntaram a nós na expulsão dos diplomatas quando ocorreu o caso de Salisbury”, disse a diplomata, perguntada se Londres poderia aprofundar as sanções contra Moscou.

O Kremlin, por sua vez, refutou as acusações do Reino Unido de que a Rússia está envolvida no incidente de Salisbury.”A Rússia não teve e não tem nada a ver com os eventos em Salisbury, a Rússia não está envolvida de forma alguma”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov.

Na cidade britânica de Salisbury, no dia 4 de março, de acordo com Londres, foram envenenados o ex-espião russo, Sergei Skripal, e sua filha Yulia, o que provocou um escândalo internacional. As autoridades do Reino responsabilizam o governo russo de envolvimento no envenenamento, enquanto Moscou vem desmentindo todas as acusações, qualificando-as infundadas.

FONTE: Sputnik