Ex-agente da CIA: terroristas podem estar criando drones com equipamento norte-americano

Terroristas espalhados pelo Oriente Médio podem criar drones com equipamentos que foram fornecidos pelos Estados Unidos ao exército iraquiano e a militantes, afirmou um ex-agente da CIA.

Terroristas de vários grupos terroristas no Oriente Médio podem agora construir seus próprios veículos aéreos não tripulados através do avançado equipamento fornecido pelos EUA às forças iraquianas e, posteriormente, apoderado pelos terroristas, disse o ex-agente da inteligência norte-americana, Phil Giraldi, à Sputnik Internacional.

“Terroristas no Oriente Médio podem estar criando drones por meio de equipamentos capturados do Exército do Iraque ou entregues pelos militantes apoiados pelos EUA”, contou o ex-agente da CIA na segunda-feira (8).

Mais cedo na segunda-feira, o Ministério da Defesa da Rússia informou que as instalações militares russas na Síria repeliram na madrugada de 6 de janeiro um ataque com drones realizado pelos terroristas.O fato de os terroristas terem usado tais drones de combate indica, segundo o ministério russo, que eles possuem tecnologias capazes de realizar ataques com tais veículos não tripulados em qualquer país do mundo.

Phil Giraldi concorda com a afirmação do órgão militar da Rússia, acrescentando que grupos terroristas se tornaram ainda mais perigosos com drones.

“É uma séria ameaça, pois drones criam outra dimensão, da qual militares e policiais convencionais devem se proteger.”

De acordo com Giraldi, as organizações terroristas Daesh, Al-Qaeda e Frente al-Nusra (proibidas na Rússia) estariam tentando comprar drones ou montá-los no mercado internacional. O ex-agente norte-americano não descarta que os drones, que foram usados para atacar bases russas, possam ter sido produzidos pelos próprios terroristas.”As tecnologias são muito bem conhecidas e os componentes [de drones] estão disponíveis no mercado negro e até em mercados de armas legítimas”, disse.

Ele sublinhou que o movimento xiita libanês Hezbollah já vem produzindo seus próprios drones há algum tempo.

“Não há razões para achar que grupos radicais não sejam capazes de fazer o mesmo utilizando peças separadas do equipamento roubado do exército iraquiano ou entregue pelos militantes apoiados pelos EUA”, explicou.

A eficiência e multifuncionalidade de drones em missões militares fizeram com que estes veículos aéreos não tripulados fossem cobiçados por grupos terroristas da mesma forma como são por forças militares legais, concluiu Giraldi.

FONTE: Sputnik