Marinha dos EUA encontra aeronave C-2A que caiu em novembro no Mar das Filipinas

Uma equipe de salvamento da Marinha dos EUA localizou o avião C-2A Greyhound que caiu no Mar das Filipinas quando voava em direção ao porta-aviões USS Ronald Reagan, no dia 22 de novembro do ano passado.

A equipe localizou o avião a uma profundidade de cerca de 18.500 pés, tornando o resgate planejado a tentativa de recuperação mais profunda de uma aeronave até à data. Nas próximas semanas, a equipe retornará ao local com um veículo remotamente controlado com um sonar de varredura lateral para mapear o campo de detritos e conectar os cabos para levantar a aeronave até a superfície.

“Apesar de condições muito desafiadoras, todos os esforços serão feitos para recuperar a aeronave e os Marinheiros que morreram”, disse a Marinha dos EUA em um comunicado.

Atribuído ao Esquadrão de Apoio Logístico (VRC-30) da Marinha dos EUA, implantado no Japão, a aeronave C-2A estava transportando 11 tripulantes e passageiros quando caiu. A aeronave estava realizando um voo de transporte de rotina que transportava passageiros e carga da Estação Aérea dos Fuzileiros Navais Iwakuni para USS Ronald Reagan.

Oito pessoas foram recuperadas imediatamente por um helicóptero do Esquadrão de Combate Marinho (HSC 12) da Marinha dos EUA. Nos últimos três dias, o USS Ronald Reagan liderou busca e resgate combinados com marinheiros da Força de Autodefesa Marítima do Japão (JMSDF), cobrindo cerca de 1.000 milhas náuticas quadradas antes de terminar a busca.

Uma investigação sobre a causa do acidente está em andamento. No momento do acidente, o ministro japonês da Defesa, Itsunori Onodera, disse à imprensa que os militares dos EUA suspeitam de que um problema do motor pode ter sido um fator.

O projeto de aeronave bimotora de carga Grumman C-2A Greyhound remonta a meados da década de 1960 e sua principal missão é transportar até 10.000 libras de cargas de cada vez para o convés dos porta-aviões da Marinha. A frota original foi substituída por novos modelos em 1987-1990 e uma extensão de vida útil permitirá que as células atuais continuem atendendo até 2027. A Marinha selecionou o V-22 Osprey para substituir a frota C-2A e as entregas devem começar em 2020.

FONTE: Cavok