A adesão da Geórgia à OTAN pode desencadear “terríveis conflitos”, diz o primeiro-ministro russo

Em 12 de julho, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, reiterou a intenção da Otan de conceder a adesão à Geórgia.

NATO Secretary General
NATO Secretary General

A adesão da Geórgia à Otan pode provocar “um terrível conflito” e levar a conseqüências catastróficas, disse o primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, em entrevista à rádio Kommersant FM, cuja transmissão foi transmitida na segunda-feira.

Ele destacou que o conflito armado de 2008 entre a Geórgia e a Ossétia do Sul, que também envolveu a Rússia, poderia ter sido evitado. “Não foi inevitável”, afirmou Medvedev.
Em 12 de julho, o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, reiterou a intenção da Otan de conceder a adesão à Geórgia. No entanto, ele não disse quando isso poderia acontecer. Na cúpula da Otan em 2008, realizada na capital romena, Bucareste, os países-membros prometeram que a Ucrânia e a Geórgia se uniriam à aliança no futuro.
O presidente russo, Vladimir Putin, por sua vez, afirmou que Moscou veria a expansão da OTAN, incluindo a ascensão da Geórgia e da Ucrânia, altamente negativa.

FONTE: TASS