Apesar do sistema antimíssil global dos EUA, Rússia está bem protegida, assegura ministro

De acordo com o chefe da chancelaria, Sergei Lavrov, a soberania e a segurança da Rússia estão bem protegidas apesar de EUA estarem implantando o seu sistema antimíssil global.

Durante seu discurso no Fórum Juvenil “Território de Sentidos no Klyazma”, o ministro russo das Relações Exteriores assegurou que os complexos de defesa antimíssil estadunidenses não ameaçam os cidadãos russos.

“Aconteça o que acontecer no mundo, a nossa segurança como Estado, a segurança de nossos cidadãos, a nossa soberania estarão protegidos do modo mais seguro; isso foi repetidamente confirmado pelo presidente [da Rússia, Vladimir] Putin e asseguro que isso se baseia em mudanças reais, materiais que estão ocorrendo no nosso país e nosso exército”, declarou.

Ao mesmo tempo, ele acrescentou que o fechamento das bases militares russas em Cuba e no Vietnã não afetou o conhecimento que Moscou possui sobre os planos dos militares ocidentais em relação à Rússia.

Ao falar sobre a militarização do espaço — questão que hoje preocupa muitos — o chefe da chancelaria destacou que os EUA se aproveitam da ausência de regras quanto à instalação de armas fora da Terra.

“É mais uma área onde não há regras e onde os nossos colegas ocidentais, Washington, em primeiro lugar, gostariam de manter  ausência de regulamentação, visto que assim é mais fácil para eles resolver suas tarefas”.

Recentemente, o ministro também afirmou que o desenvolvimento de novas armas na Rússia é necessário para esta defender a sua segurança, sendo que não quer ficar desarmada perante os Estados Unidos.

Em particular, as novíssimas armas russas apresentadas em 1º de março pelo presidente russo, Vladimir Putin, vão garantir a paridade estratégica com as principais potências militares.

FONTE: Sputnik