Exército dos EUA vai atualizar mais 100 tanques Abrams para configuração M1A2 SEPv3

A General Dynamics Land Systems anunciou que a empresa recebeu um contrato para atualizar mais 100 tanques de batalha M1A1 Abrams para o Exército dos EUA

O Exército dos EUA assinou um contrato com a General Dynamics Land Systems para atualizar mais 100 Main Battle Tanks M1A1 Abrams para a configuração avançada System Enhancement Package Version 3 (SEPv3).

Atualizações para o tanque neste Pacote de Aprimoramento do Sistema (SEP) incluem energia elétrica adicional para suportar futuras tecnologias, a capacidade de interface com munição avançada de 120 mm, uma unidade de energia auxiliar, blindagem e rádios aprimorados, atualizações de rede e maior confiabilidade e facilidade de manutenção.

Ao contrário da versão anterior, o M1A2 SEPv3 tem melhor comunicação em rede, um novo Sistema de Gerenciamento de Saúde do Veículo (VHMS) e Módulos Substituíveis na Linha (LRMs) para melhorar a manutenção, um Ammunition DataLink (ADL) para usar munições airburst, FLIR melhorado usando infravermelho de ondas longas e médias, um CROWS RWS de baixo perfil e uma Unidade de Energia Auxiliar (APU) sob blindagem para acionar a eletrônica no lugar vez do motor, enquanto estiver parado.

A nova versão oferece maior proteção e capacidade de sobrevivência, bem como alta letalidade que seus predecessores.

A encomenda faz parte de um Contrato de Requisitos do Exército, assinado em dezembro de 2017, através do qual o US Army pode atualizar até 435 tanques M1A1 Abrams para a configuração M1A2 SEPv3. A configuração M1A2 SEPv3 apresenta avanços tecnológicos em comunicações, confiabilidade, sustentação e eficiência de combustível, além de blindagem atualizada.

O trabalho nesta ordem de entrega será realizado nas instalações da General Dynamics Land Systems em Scranton, Pensilvânia, e em Tallahassee, na Flórida, e no Centro de Manufatura de Sistemas Conjuntos em Lima, Ohio, a única fábrica de tanques operacional no país.

FONTE: Forças Terrestres