Moscou: EUA e seus aliados preparam provocação química em Deir ez-Zor

O Exército Livre da Síria (ELS), junto com as forças de operações especiais dos EUA, estão preparando uma provocação com o uso de substâncias tóxicas na província de Deir ez-Zor, comunicou nesta segunda-feira (11) o porta-voz do Ministério da Defesa russo, major-general Igor Konashenkov.

“De acordo com informações confirmadas por três canais independentes na Síria, o comando do assim chamado Exército Livre da Síria, apoiado pelas forças de operações especiais norte-americanas, estão preparando uma séria provocação com o uso de substâncias tóxicas na província de Deir ez-Zor”, assinalou Konashenkov.

De acordo com o major-general russo, para simular mais um “ataque químico do regime contra civis”, combatentes do ELS transportaram botijas com cloro para a província de Deir ez-Zor.

“Um vídeo encenado, após a divulgação na mídia ocidental, deve servir como novo motivo para a coalizão dos EUA realizar ataques aéreos contra instalações estatais sírias, além de justificar uma ofensiva dos combatentes contra as forças governamentais sírias na margem oriental do Eufrates”, acrescentou o general.

No início de abril, várias organizações não governamentais, inclusive os Capacetes Brancos, divulgaram informações sobre o alegado uso de armas químicas pelas tropas sírias na cidade de Douma. No dia 9 de abril, representantes do Centro Russo de Reconciliação realizaram uma investigação que desmentiu essas informações. Entretanto, no dia 14 de abril, os EUA, Reino Unido e a Franca usaram esta informação não confirmada como pretexto para realizar um ataque maciço contra o território sírio.

FONTE: Sputnik