Embraer lança o A-29 Super Tucano na Europa

O Jane’s informa que a Embraer quer garantir seu primeiro cliente europeu para o turboélice de ataque leve EMB-314/A-29 Super Tucano, segundo um funcionário da empresa em 7 de junho.

Falando na conferência SMi Close Air Support (CAS) em Londres, o vice-presidente de vendas da Embraer na Europa e Norte da África, Simon Johns, disse que o Super Tucano poderia ser equipado armas aéreas europeias com uma alternativa de baixo custo para jatos e helicópteros em suas missões.

A Embraer também apontou para nações como a Ucrânia, que carecem de financiamento para uma nova aeronave de combate, e que considerariam o Super Tucano uma opção acessível que acrescentaria considerável poder de combate. Além disso, a capacidade do Super Tucano de operar próximo à linha de frente torna-o ágil e flexível o suficiente para responder aos eventos em tempo hábil.

Como parte desse impulso para a Europa, a Embraer está oferecendo alguns aprimoramentos à aeronave padrão. Como Johns observou, as mudanças “incluem a integração de munições antitanque dedicadas, como o míssil Hellfire da Lockheed Martin (AGM-114), que já está no roteiro da aeronave, bem como foguetes guiados a laser.

“Há cenários em que o Super Tucano, operando em um campo de batalha com um sistema de defesa aérea benigno ou semi-degradado no lado oposto, poderia realizar a missão de destruir tanques, missão largamente deixada para helicópteros armados até agora.”

Em função de estar equipado para realizar essas missões, o Super Tucano agora tem um receptor de alerta radar (RWR) e sistema de alerta de aproximação de mísseis (MAWS) em desenvolvimento para um ambiente de maior ameaça no teatro europeu.

FONTE: Poder Aéreo