Turquia ameaça atacar Iraque se Bagdá não eliminar militantes curdos

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan declarou que Ancara lançará ataques contra as regiões iraquianas de Qandil, Sinjar y Makhmur se as autoridades do Iraque não forem capazes de fazer frente aos combatentes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), proibido na Turquia.

O líder da Turquia afirmou que as forças do país atacarão as posições do PKK nas regiões montanhosas de Qandil, Sinjar e Makhmur, no norte do Iraque, se o governo de Bagdá não “limpar” a área dos grupos terroristas.

Segundo disse Erdogan em entrevista ao CNN Turk, Ancara pode lançar o ataque “a qualquer momento uma noite”.

De acordo com o chanceler turco Mevlut Cavusoglu, a Turquia está negociando a cooperação na luta contra o PKK com as autoridades dos EUA, do Iraque e do Curdistão iraquiano.Desde o início do conflito armado entre Ancara e o PKK, em julho de 2015, cerca de 900 efetivos e mais de 300 civis turcos morreram em resultado de ataques curdos.

Ao mesmo tempo, de acordo com o Ministério da Defesa turco, foram eliminados mais de 10 mil combatentes do PKK, considerado grupo terrorista na Turquia.

No norte do Iraque se encontram diversas bases do grupo que Ancara tem atacado por terra e pelo ar.

FONTE: Sputnik