3 erros fatais que aspirantes a empresários cometem

Foto: Freepik
Foto: Freepik

Segundo as estatísticas, 90% das empresas fecham antes de trabalharem durante um ano. E muitas vezes o assunto está nas ações que os empresários fazem ou, ao contrário, não fazem.

Compilamos uma seleção dos três principais erros que os aspirantes a empreendedores cometem.

1. Começar um negócio apenas pelo dinheiro

O dinheiro é importante, mas não é o mais importante. Para superar as dificuldades que surgirem, você precisa amar verdadeiramente o que planeja fazer. 

Além disso, o negócio deve ser agradável, caso contrário, nada dará certo – apenas desgaste emocional e um triste desfecho. 

É importante lembrar que a principal tarefa de uma empresa é resolver os problemas das pessoas. Todo negócio deve ter uma ideia que seja benéfica – só então terá uma chance de desenvolvimento a longo prazo.

2 – Não conhecer seu público-alvo é um erro para os empresários

Antes de arregaçar as mangas e mergulhar de cabeça na implementação de sua ideia de negócio, é útil definir claramente e a quem, de fato, você venderá seus produtos ou serviços.

Responda às perguntas:

  • Quem são seus clientes?
  • Quais são as suas necessidades?
  • Qual é o seu nível de renda?
  • Qual é a motivação deles para comprar?

Então depois de identificar seu público-alvo, será mais fácil entender quanto seu produto ou serviço terá demanda por consumidores em potencial e que preço eles estarão dispostos a pagar.

3 – Ser perfeccionista

Como diz o ditado, o melhor é inimigo do bom. Negócio é ação. Assim, ficar preso na fase de planejamento por muito tempo pode tornar o plano irrelevante.

Você precisa planejar, mas às vezes chega um momento em que você só precisa pegar e fazer, pegar sua porção de erros, corrigi-los e continuar avançando. Por si próprios, os pensamentos e o raciocínio não podem mudar nada.

Muitos empresários não foram além da ideia precisamente porque estavam tentando fazer o produto perfeito.