Coreia do Sul fornece o moderno obuseiro K-9 à Noruega, ao preço de um MBT

Por Roberto Lopes
Especial para o Forças Terrestres

A agência de notícias UPI divulgou, na manhã desta sexta-feira (22.12), que, no começo da semana, a empresa sul-coreana Hanwha Land Systems firmou um contrato com a Agência de Material de Defesa Norueguesa – Forsvarsmateriell –, para o fornecimento de 24 obuseiros autopropulsados K-9 Thunder.

O valor da encomenda foi estipulado em 215 milhões de dólares, mas sabe-se que o lote incluirá algumas viaturas K-10, da “família” Thunder, reabastecedoras de munição.

Mesmo com a inclusão dos carros K-10, é possível estimar que o valor unitário de um K-9 é hoje comparável ao de um main battle tank (MBT) alemão Leopard 2 A7+ (plus): cerca de 9 milhões de Euros (equivalentes a 10,3 milhões de dólares).

O entendimento entre as partes prevê (1) que o fabricante monte um “Centro de Excelência” na cidadezinha de Bjerkvik – uns 1.000 km ao norte da capital Oslo –, para prover apoio logístico à frota de obuseiros, e (2) a possibilidade de o Exército norueguês optar por mais duas dúzias de sistemas K-9, nas mesmas condições técnico-financeiras do primeiro lote.

Uma pré-série dos sistemas K-9 deve ser entregue, no ano de 2019, no território norueguês, para o início dos testes de campo do equipamento.

O grosso das entregas deve ter início em 2020.

Frio – Inspirado no famoso veículo americano M 109, projetado na década de 1960, o K-9 dispara diferentes tipos de munição, o que lhe permite alcances entre 30 km e 56 km.

Os blindados sul-coreanos medem 12 m de comprimento, pesam 47 toneladas e são projetados para alcançar uma velocidade de 67 km/h em estrada.

Os modelos a serem entregues ao Exército norueguês serão dotados de uma série de componentes especiais, aptos a resistirem às temperaturas glaciais do território norueguês.

Força Terrestre