Fragatas classe M da Marinha Portuguesa passarão por atualização de meia-vida

100527-N-3136P-508 MEDITERRANEAN SEA (May 27, 2010) A Portuguese Navy visit, board, search and seizure team in a rigid-hull inflatable boat returns to the Portuguese Navy frigate NRP Bartolomeu Dias (F-333) after conducting an inspection of the Military Sealift Command container and roll-on/roll-off ship USNS LCPL Roy H. Wheat (T-AK 3016) during the at sea portion of exercise Phoenix Express 2010 (PE 10). PE-10 is a two-week exercise designed to strengthen maritime partnership and enhance stability in the region through increased interoperability and cooperation among partners from Africa, Europe and United States. (U.S. Navy photo by Mass Communication Specialist 2nd Class Jimmy C. Pan/Released)

O Jane’s noticiou que a primeira das duas fragatas classe M da Marinha Portuguesa, NRP Bartolomeu Dias (F333), partiu para Den Helder, na Holanda, para iniciar sua modernização de meia-vida (Mid-Life Upgrade – MLU).

O trabalho na NRP Bartolomeu Dias será realizado no estaleiro da Royal Netherlands Navy (RNLN) a partir de maio e deve terminar no final de 2019, informou a Marinha Portuguesa. O trabalho no navio irmão NRP D. Francisco de Almeidais (F334) começará logo após e deverá ser concluído em dezembro de 2021.

A modernização dos navios da classe M de Portugal, nos Países Baixos, foi aprovada em 2016 com um valor máximo de € 100,63 milhões (US$ 120,57 milhões), em consonância com o M-Class Frigates User Group (MFG). No entanto, várias melhorias serão estabelecidas através de outros procedimentos de aquisição.

Armas, sensores e sistemas de comunicação, bem como equipamentos relacionados à propulsão, manobras de navios e distribuição de energia serão modernizados.

O trabalho incluirá a instalação de novos sistemas de gerenciamento de combate e de guerra eletrônica, bem como a atualização do sonar de casco PHS-36, o sistema de armamento CIWS Goalkeeper e o sistema de controle de mísseis Harpoon. Os sistemas de lançamento de torpedos leves Mk.46 das fragatas serão atualizados para o padrão Mk.54, que tem melhor desempenho em águas litorâneas, enquanto o sistema de mísseis de defesa de ponto RIM-7P SeaSparrow será substituído pelo Evolved SeaSparrow RIM-162 (ESSM).

O esforço de modernização visa estender a vida útil dos navios até 2035 e fornecer capacidades para apoiar a participação contínua em operações nacionais e multinacionais de maior intensidade.

FONTE: Poder Naval