Por que Pentágono critica sistemas antiaéreos russos?

Os EUA afirmaram que os sistemas de defesa antiaérea produzidos na Rússia não conseguiram reagir a tempo aos ataques norte-americanos na Síria, disse a porta-voz do Pentágono, Dana White.

Durante o briefing, ela assegurou que “praticamente todos” os mísseis de posicionamento terrestre lançados pelas tropas governamentais foram usados já depois de os EUA “terem atingido os alvos”.

“Os sistemas de defesa antiaérea produzidos na Rússia mostraram uma ineficácia absoluta”, notou ela.O representante do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas dos EUA, tenente-general Kenneth McKenzie, acrescentou que tal avaliação se refere somente aos sistemas sírios, mas não aos russos, já que os últimos não foram usados durante os ataques de mísseis.

“Contudo, posso dizer que os sistemas antiaéreos sírios, que são fabricados totalmente na Rússia, foram desenvolvidos lá e sua manutenção é feita por militares russos, foram efetivamente empregados, mas mostraram sua ineficácia”, acrescentou McKenzie.

Em 14 de abril, os EUA, França e Reino Unido efetuaram ataques de mísseis contra objetivos governamentais sírios que, para eles, eram usados para produção de armas químicas. Segundo os dados do Pentágono, todos os mísseis lançados atingiram os alvos, mas no Ministério da Defesa russo declararam que a maior parte dos mísseis foi derrubada pelo sistema antiaéreo sírio.

FONTE: Sputnik