Afeganistão quer mais aeronaves A-29 Super Tucano

As aeronaves de ataque Embraer A-29 Super Tucano foram entregues ao governo afegão há um ano e esses aviões estão realizando um terço de todos os ataques aéreos no país, disse o Ministério da Defesa afegão neste sábado, afirmando que precisam de mais aeronaves do tipo.

Segundo o Ministério de Defesa Afegão, a Força Aérea do Afeganistão (AAF) realiza cerca de 15 ataques aéreos em todo o país todos os dias – dos quais cinco são realizados por aviões A-29.

Atualmente, o Afeganistão tem 20 dessas aeronaves A-29 em serviço e as autoridades esperam que esse número aumente para 25 até o final do ano.

“Essas aeronaves têm alta velocidade e são precisas nos ataques aos alvos, o que é feito por meio de seus dispositivos eletrônicos. Nós geralmente usamos esses aviões em todas regiões do país”, disse o porta-voz do Ministério da Defesa, Mohammad Radmanish.

Nos últimos meses, as forças afegãs confiaram bastante no apoio da AAF e, como resultado, o número de ataques aéreos aumentou.

No entanto, a AAF recebeu críticas nas últimas semanas sobre vítimas civis registradas em ataques aéreos.

“Essas aeronaves fizeram um bom trabalho. Nós queremos que os EUA aumentem o número de aviões A-29 e também dêem às forças afegãs aeronaves mais modernas para realizar operações muito melhores”, disse Nisar Ahmad Ghoryani, chefe da comissão de defesa do parlamento.

“A guerra do Afeganistão não é uma guerra interna, e sim uma guerra externa. Esta guerra deve ser conduzida pelas forças afegãs. Assim, eles devem ser apoiados em termos de forças terrestres e aéreas”, disse Nazir Ahmadzai, um membro do parlamento.

Um helicóptero Black Haw voa sobre um A-29 Super Tucano na Base Aérea de Kandahar, no Afeganistão. (Foto: REUTERS/Omar Sobhani)

As aeronaves A-29 Super Tucano foram entregues ao governo afegão há um ano pelos Estados Unidos e, desde então, inúmeros pilotos foram treinados nos EUA para pilotar esses aviões.

Fonte: Tolo News