Anti-vírus russo do Exército foi banido do governo americano por suspeita de espionagem

RICARDO CURY
A empresa russa Kaspersky Lab se tornou a responsável por fornecer soluções de segurança cibernética para as Forças Armadas do Brasil –Exército, Força Aérea e Marinha. Mais especificamente na proteção contra vírus.

“O software da Kaspersky será parte da defesa cibernética desses órgãos, que inclui outros serviços ligados à segurança digital, como setores especializados na detecção de intrusos e de atividade maliciosa.” – Folha de S. Paulo

A PCMag fez uma avaliação do Software da Kaspersky como Excelente dando uma nota 9,0.
O contrato de 3 anos custou ao bolso do Brasileiro R$8,4 Milhões, sendo que a maior parte de R$4,5 Milhões é exclusivamente do exército. O software russo agora tem acesso a 120 mil maquinas do Exército Brasileiro, Marinha e Força Aérea.
Ao mesmo tempo, recentemente o mesmo Software foi banido de todos os computadores do governo nos Estados Unidos por suspeita de espionagem.

“Agências e departamentos do governo federal norte-americano foram ordenados a remover ou substituir produtos da empresa de segurança russa Kaspersky Lab” – G1

Nos Estados Unidos cada vez mais estão constatando interferência direta nas eleições que levaram o pais a ter talvez um dos presidentes mais polêmicos dos últimos tempos. A presidência de Trump vem sistematicamente tentando colocar uma agenda ofensiva e retrograda nos Estados Unidos, incluindo o fim da Neutralidade de Rede. O caso do envolvimento da Russia parece cada vez mais eminente. Aqui a BBC faz um resumo completo (em ingles).
É de se questionar por que o Brasil está investindo em software estrangeiro quando há empresas que desenvolvem Anti Virus dentro do território nacional. Sem dúvidas um software que tem uma importância tão grande dentro da estrutura inteira de comunicação e armazenamento de dados da segurança nacional deveria ser cautelosamente escolhido, ou preferencialmente desenvolvido em colaboração com empresas de tecnologia nacionais. Este segmento de TI é um segmento que o Brasil poderia estar fazendo muito dinheiro, mas não faz por falta de incentivo. Estes milhões que estão indo para a Russia, poderiam estar fomentando estudos e pagamento salários para Brasileiros.