‘Concessão sem precedentes’: Rússia tornará sonho mais precioso da Turquia em realidade

As primeiras entregas de sistemas S-400 russos à Turquia que previamente foram marcadas para março de 2020, serão realizadas mais cedo — em julho de 2019. Neste contexto, várias fontes militares asseguram que esta é "uma concessão sem precedentes" de Moscou a Ankara.

O jornal Kommersant, que cita as fontes próximas ao setor militar da Rússia, afirma que adiantar a realização do contrato quanto às entregas de S-400 foi um dos temas-chaves da viagem do presidente russo Vladimir Putin à Turquia. O mandatário russo confirmou a diminuição dos prazos de entrega a “pedido dos nossos sócios e amigos turcos”.

O chefe da Rosoboronexport, Aleksandr Mikheev, destacou que Moscou “fará o necessário para cumprir o pedido da Turquia”.

De acordo com o diário, é muito provável que em breve seja firmado “um acordo adicional para corrigir o início das entregas”.Ao mesmo tempo, uma fonte militar de alta patente afirmou ao Kommersant, que tal concessão é “em certa medida sem precedentes”: “A execução do contrato em tão pouco tempo demostra o alto nível de nossas relações”.

“Parece que a história com os S-400 se transformou para o presidente [da Turquia, Recep Tayyip] Erdogan em uma espécie de projeto simbólico para demostrar seu desafio aos Estados Unidos, que se opõem a este acordo”, opina Mikhail Barabanov, editor-chefe da revista Moscow Defense Brief.

O jornal também destaca, citando fontes militares, que não haverá problemas provenientes da Rússia para cumprir o acordo e entregar os complexos de defesa.

Em dezembro do ano passado, representantes russos e turcos assinaram em Ancara o acordo de crédito para fornecimento dos complexos antiaéreos S-400. Em conformidade com o contrato, Ancara deve comprar duas baterias do complexo e a manutenção das mesmas será de sua responsabilidade. As partes negociaram cooperação tecnológica nesta esfera para o desenvolvimento de complexos antiaéreos na Turquia.O S-400 Triumph é o sistema antiaéreo russo mais avançado, capaz de atingir alvos aéreos em distâncias de até 400 quilômetros e mísseis balísticos em até 60 quilômetros de distância. Um lançador S-400 pode disparar pelo menos quatro tipos de mísseis interceptadores, e um esquadrão pode atingir até 36 alvos ao mesmo tempo.

FONTE: Sputnik